Hoje em dia é raro ver um procedimento estético sem a associação de um cosmético. Isso se dá devido a eficácia dos cosméticos, a descoberta de ativos cada vez mais funcionais, tecnologias que permitem melhor permeação da barreira cutânea e melhor ação dos ativos cosméticos.

Cosméticos são produtos que atuam na superfície da pele, são os recursos técnicos adequados para a manutenção e o aperfeiçoamento da estética do corpo humano.  São produtos considerados de efeito físico e não fisiológico. Tratam-se de formulações de uso pessoal que atuam beneficamente sobre o organismo, causando modificações positivas e duráveis na saúde da pele, mucosas e couro cabeludo (GOMES, R.K.; GABRIEL, M., 2009; GALEMBECK e CSORDAS, 2014). E os princípios ativos são substâncias químicas ou biológicas (sintéticas ou naturais) que atuam sobre as células teciduais. Enquanto o veículo é responsável pelo transporte, pela forma cosmética e finalmente por garantir a melhor penetração na pele. O princípio ativo em uma formulação pode ter efeito cosmético e possuir propriedades antiinflamatórias, antissépticas, cicatrizantes, hidratantes, entre outros (GABRIEL GOMES,2006). 

Na estética, quando atuamos nas disfunções, devemos nos guiar pela etiopatogenia para que possamos entender cada fator e trabalhar em cima deles, temos no mercado ativos os quais irão atuar nas diversas disfunções favorecendo o tratamento.

Como exemplo, temos a gordura localizada, que é uma alteração das células adiposas e para trata-la devemos buscar ativos com os seguintes mecanismo de ação: bloqueio dos receptores adrenérgicos localizados na membrana dos adipócitos, a inibição da enzima fosfodiesterase e, consequentemente, aumento de AMPc, a emulsão de triglicerídeos intra-adipocitária e, ainda a hidrólise de ácidos graxos. Agindo assim na adipogênese, lipogênese e lipólise.

Para se ter um bom resultado na estética é necessário aliar procedimentos: manuais, eletroterapia e cosmetologia. Pode ser duvidoso, mas  

tratamento sem cosmetologia é um tratamento incompleto, é a fonte mais efetiva que temos, pois conseguimos atuar mais na causa raiz do problema.

Por isso dê valor aos cosméticos, entenda cada disfunção, selecione um bom ativo e uma boa tecnologia para que o cosmético permeei de forma mais eficiente, tendo assim um melhor resultado nos seus procedimentos.

 

Nathalie Souza – Esteticista e cosmetóloga
Facebook.com/prosadeumaesteticista
www.prosadeumaesteticista.net
Instagram: @belladonnda